Archive for the ‘ Leitura Recomendada ’ Category

Fenômenos Parapsíquicos (Projetivos)

Listagem dos Fenômenos relacionados à projeção da consciência para fora do corpo:

Fenômenos Projetivos Subjetivos

Relacionam-se essencialmente à psicosfera do projetor humano.

01. Autobilocação consciencial

02. Autoscopia Interna

03. Autoscopia externa

04. Autotelecinesia

05. Catalepsia projetiva extrafísica benigna

06. Catalepsia projetiva física benigna

07. Clarividência extrafísica

08. Consciência cósmica (cosmoconsciência)

09. Consciência dupla pré-projetiva, projetiva e pós-projetiva

10. Dejaísmo projetivo

11. Descoincidência vígil

12. Experiência da quase-morte (EQM): projeção antefinal

13. Experiência da quase-morte (EQM): projeção ressuscitadora

14. Intuição extrafísica

15. Precognição extrafísica

16. Projeção dupla

17. Psicometria extrafísica

18. Repercussões extrafísicas

19. Repercussões físicas

20. Retrocognição extrafísica

21. Visão dupla extrafísica

22. Visão panorâmica projetiva.

Fonte: Vieira, Waldo, 1932 – Projeciologia: panorama das experiências da consciência fora do corpo humano. 4ª edição – Rio de Janeiro: Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, 1999. Páginas 122 e 123.

 

Fenômenos Projetivos Ambivalentes

Ocorrem dentro da consciência do projetor, projetado ou não, com importantes reflexos fora da consciência.

01. Aparição do projetor projetado a seres intrafísicos

02. Autodessoma cardíaca e umbilical

03. Autopsicofonia

04. Autotransfiguração extrafísica

05. Bilocação física da pessoa do projetor vista por outros

06. Clarividência viajora

07. Criação de morfopensenes (formas-pensamento)

08. Ectoplasmia projetiva

09. Elongação extrafísica

10. Estado de animação suspensa

11. Exteriorização da motricidade

12. Exteriorização da sensibilidade

13. Falsa chegada

14. Heteroscopia projetiva

15. Meia-materialização

16. Multilocação física

17. Parapirogenia projetiva

18. Passes energéticos extrafísicos (exteriorizações) transmitidos pelo projetor projetado, inclusive o exteriorização a três ou a tríplice energização

19. Pneumatofonia projetiva

20. Poltergeist projetivo

21. Projeção do adeus

22. Projeção do duplo de animal subumano detectada por uma conscin

23. Projeção possessiva

24. Projeção sonora

25. Psicofonia projetiva extrafísica

26. Psicofonia projetiva física

27. Psicografia projetiva

28. Raps projetivos

29. Telecinesia extrafísica

30. Telepatia extrafísica

31. Parateleportação humana

32. Zoantropia.

Fonte: Vieira, Waldo, 1932 – Projeciologia: panorama das experiências da consciência fora do corpo humano. 4ª edição – Rio de Janeiro: Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, 1999. Páginas 156 e 157.

Anúncios

Long Time No See… e o Neologismo Trador

A tempos que não posto nada aqui no Recuperando Cons. Bem verdade, desde quando minhas férias acabaram. A rotina de trabalho e o cansaço constante me desmotivaram a pensar em assuntos para serem discutidos aqui.

Agora estou num momento crítico na área profissional, que está consumindo meus esforços e me enchendo de medos e paranóias e acabo por deixar o Recons (Recuperando Cons) de lado.

Entretanto, hoje um artigo escrito pelo meu grande amigo, escritor, pesquisador, massoterapeuta e educador físico, Alexandre Pereira, reavivou a vontade de escrever aqui. A vontade de compartilhar conteúdo relevante para sua evolução (e pra minha também!).

O tema do artigo é “Trador: Um Novo Elemento Conscienciométrico” e discorre sobre a proposta de uma neologia que trará mais elementos para uma autopesquisa mais acurada em relação aos nossos traços força  (trafores) que permanecem dormentes, os tradores (traços dormentes), nesta seriéxis (serialidade existencial, vida intrafísica) mas que já foram bastante desenvolvidos ou bastante utilizados em vidas pregressas (anteriores).

Um dos exemplos que ele cita no artigo é do gênio artista que nesta vida, possui esse trador (traço dormente) da genialidade artística para se dedicar à mentalsomática, ao campo das idéias e da racionalidade. O que seria uma dormência superavitária, já que a utilização da razão e tida como mais benéfica à evolução pessoal do que a emoção, ou a exacerbação das emoções, do “vislumbre poético do subjetivo sentimental“.

Lembrei-me que meu traço artístico (longe de ser genial, mas ainda assim, acima da média) já desenvolvido noutras serialidades existenciais (seriéxis) se manifestou desde cedo, não estando, portanto, dormente. O que me causou problemas nas escolhas profissionais, atrasando decisões e experiências importantes para meu amadurecimento na profissão.

Hoje, sou bacharel em administração (ainda não tenho registro no conselho regional de administração 😛), e gosto dessa área (apesar de muitas vezes pensar que me faltam traços – ou que talvez como o artigo sugere, estejam adormecidos – e que me fazem “gelar” a barriga ou passar dias preocupado, ansioso e inseguro sem saber como lidar com determinadas situações). Mas a escolha dessa área não aconteceu sem antes achar que nada além da arte serviria que eu não daria certo em nenhuma outra área.

Duas faculdades interrompidas (uma de artes plásticas e outra de artes sonoras) depois, descubro que a administração é uma área em que posso me sair bem e fico sabendo de algo que (talvez) pudesse ter mudado minha escolha desde o começo:

Quem não sabe qual curso fazer, faz Administração.

Esta frase, no meio acadêmico, é vista como uma satirização dos outros cursos em relação ao de Administração, porque é uma área bem ampla, na qual você consegue trabalhar em qualquer empresa, em qualquer setor, é bem geral e depois você escolhe qual área se especializar. Porém, pra mim talvez tivesse valido como um conselho de amigo (ou talvez eu não tivesse maturidade para dar ouvidos a este “conselho).

Infelizmente (ou felizmente, dependendo do ponto de vista) essa frase não chegou ao meu conhecimento até que já fosse tarde demais e eu já tivesse conseguido ajustar a rota da proéxis na área profissional. Já estava dentro do curso de administração e o conhecimento desta frase, a mim não mais seviria pra nada. Mas pode servir pra você que está lendo essa postagem agora. (se isso aqui estivesse no twitter, colocaria um #fikdik, ;D)

Entranto (porém, contudo, todavia!), nenhuma experiência é irrelevante para a Consciência disposta a aprender (e evoluir!). Estas experiências artísticas serviram para reforçar a idéia de que nesta vida eu não iria pautar minha subsistência ou meus esforços pensênicos na arte.

Voltando à questão do traço adormecido, proposto pelo Alexandre, fico a pensenizar se há em mim um traço adormecido quando por várias vezes e em diversas situações (principalmente profissionais – e às vezes no campo dos relacionamentos amorosos) desta minha atual existência intrafísica, me deparei com situações onde eu pensava “preciso agir dessa forma, sei que consigo agir assim, mais confiante ou mais determinado” mas na hora H amarelava grandão e me encolhia dentro de mim, sucumbindo ao medoá auto-imagem distorcida, à insegurança e à vitimização.

Isso me põe a refletir sobre minha atual situação: é preciso uma mudança, um amadurecimento profissional e isso me causa um “cagaço” tamanho, que  não passo um dia sequer sem remoer as opções que tenho e o que vai acontecer se eu escolher isso ou aquilo e se não der certo e se eu ficar desempregado e se eu não conseguir ser competente no que eu tiver que realizar profissionalmente e por aí vai.

A insegurança cresce a cada dia junto com o medo da mudança.

Por outro lado, entendo perfeitamente que este momento de crise pessoal faz-se necessário para mais um aprendizado forte.

Então continuo seguindo em frente (não tão intensamente quanto talvez devesse) tentado manter a confiança de que tudo vai dar certo, de que as coisas vão mudar para melhor e que os “estudos de hoje trarão os frutos de amanhã“, propiciando escolhas mais assertivas.

#Fikdik (:P) então, de um artigo conscienciológico de ponta para colocar mais “caraminholas” na sua cabeça e fazê-lo refletir sobre suas atitudes (ou não atitudes) e suas escolhas.

Um abraço energético a todos!

OBS.: Pra não dizer que não tive indícios de que não deveria fazer artes, lembro que uma vez fiz um teste vocacional e saiu uns oitenta por cento de inclinação para área de exatas e o restante para área de humanas. Mas eu decidi ignorar o teste e fazer artes assim mesmo (afinal, sou muito teimoso quando não quero algo).

OBS.2: Acabei de postar no twitter a frase com a hashtag #fikdik! hehehehe

Livro: Tambores de Angola

Hoje trago uma recomendação de leitura, um livro da Consciex (Espírito) Angelo Inácio, psicografado pelo médium Robson Pinheiro.

Pra quem deseja estudar sobre religiões esse livro pode ajudar a desmistificar e elucidar, esclarecer, sobre a Umbanda e sua diferenciação do Candomblé e da Espiritismo de Allan Kardec.

O livro é narrado de maneira jornalística, já que a Consciex o era antes da dessoma (morte física) e continua atuando como repórter jornalístico, porém no outro lado da vida (extrafísico), trazendo informações interessantes para os ressomados.

Ao final do livro me dei conta do seguinte:

Quando você está buscando ajuda espiritual, por motivos de assédio extrafísico (ou obsessão) e você inicia algum tipo de tratamento espiritual, você não estará indo ao Centro Espírita somente pra seu próprio benefício, você estará lá também para benefício do seu algoz (que pode ter sido sua vítima numa vida anterior) que precisa ser esclarecido e demovido da vontade de se vingar de você pelos seus erros pretéritos. E se você falta nesse tratamento, você não está somente faltando consigo mesmo, você está faltando com essa Consciex/Espírito também.

E que, mesmo que os métodos sejam diferentes, nas diversas linhas de pensamento e expressão da espiritualidade da Consciência, todas buscam o mesmo objetivo:

Prestar assistência a quem precisa e a quem solicita.

Boa leitura!

Busquem conhecimento… nos livros!

“Busquem Conhecimento.”

Essa foi a frase que o tal Bilú, o ET brasileiro falou. E ele não está falando asneiras não (seja ele real ou não).

Porém ele foi muito genérico.

Ele deveria ter dito:

“Busquem conhecimento sobre si mesmos,

sobre sua realidade consciencial,

multidimensional e multiexistencial.”

E na busca de conhecimento que “lugar” melhor que nos livros? Afinal, para buscarmos conhecimento sobre nós mesmos, precisamos de ferramentas que nos proporcionem o estudo do EU, do SELF, da CONSCIÊNCIA, e estas ferramentas estão nos livros (bom, também estão nos cursos, nas experiências pessoais, na internet…).

É por isso que neste post trago uma lista de livros pra você recuperar mais Cons e tornar sua vida mais Evolutivamente Produtiva.

Segue o “Top 7 livros que já li e posso indicar“, porque indicar livro que não leu é igual artista fazendo propaganda de produto na TV:

– você sabe que ele está ali pra ganhar dinheiro,

– você sabe que ele não usa aquele produto,

– mas o publicitário jura que você vai comprar só porque o artista está recomendando!

Não restrinja sua leitura, leia tudo o que “cair” em suas mãos 

ou que lhe despertar atenção.

Mas lembre-se, seja crítico e use o discernimento, afinal, o papel aceita tudo!

Top 3 (ou 7) livros que já li e posso indicar:

1º. “Nossa Evolução” e “Projeções da Consciência”

O número um, na verdade são dois, escolha por onde começar.

Nossa Evolução

Se você gosta de respostas antes de mais nada, comece com “Nossa Evolução”, traz respostas para as questões mais fundamentais e suscitara “minhocas na sua cabeça”.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

Projeções da Consciência

Agora, se você se interessa mais pelos fenômenos ou primeiro você quer ação, comece pelo “Projeções da Consciência”, é uma espécie de diário de experiências extracorpóreas que te mostra um vislumbre do “outro mundo”, o Extrafísico.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

2º. “700 Experimentos da Conscienciologia” e “Projeciologia”

Novamente dois livros, parece que este TOP 10 vai acabar virando TOP 20! heheheh

700 Experimentos da Conscienciologia

Bom se você quer saber as bases da Ciência da Consciência e já se aprofundar no autoconhecimento, leia e ESTUDE o “700 Experimentos da Conscienciologia“. Nele você encontra mais de 5000 mil perguntas para você procurar as respostas dentro de si mesmo.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

Projeciologia – Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano

Agora, se você quer a prática fenomenológica, quer sair do corpo e ver com seus próprios olhos, ou melhor, com seus “para-olhos” a realidade multidimensional este livro é o mais adequado, traz dezenas de técnicas projetivas e o conhecimento necessário para que você saiba com o que pode “topar” do “lado de lá” da vida.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

3º. “Trilogia Reino das Sombras: Legião, Senhores da Escuridão e A Marca da Besta”

Trilogia Reino das Sombras:

1º. Legião

2º. Senhores da Escuridão

3º. A Marca da Besta

O terceiro colocado é uma trilogia, pra você entender que “o buraco é mais embaixo”. Entretanto, CUIDADO! As informações contidas na trilogia não são para os fracos. Traz um panorama amplo para o entendimento do nivel evolutivo do planeta e o “que raios está acontecendo com o mundo e com as pessoas que moram nele”.

Você pode encontrar esta trilogia em livrarias espíritas, em grandes livrarias ou pela Editora, a Casa dos Espíritos.

Considerações Finais

Por enquanto recomendo esses livros. Volto a indicar outros livros em posts vindouros.

Agora, deixe eu te dizer um negócio: Não consegui inserir nenhum link nesse post! E nenhuma tag! E nem criar a categoria que eu queria! Seria problemas com o WordPress? ou Contrafluxo? ou os dois?! (se você não sabe o que é o contrafluxo, deixo para um próximo post).

[ATUALIZADO: Depois de cinco dias da postagem é que consegui criar a categoria Leitura Recomendada e colocar tags no post!]

Votos de Compléxis a todos vocês!

E se descordam do meu Top 3 ou 7 livros critiquem aí nos comentários, dê sua opinião.

Lembre-se:

Não  acredite  em  nada, nem  mesmo

no  que  lhe  informarem  aqui.

EXPERIMENTE.

Tenha  suas  experiências  pessoais.