Lanterna Verde e a Competência Pensênica

Qual é o coletivo de vontade?

Esta semana estava lendo a entrevista com o diretor do filme do Lanterna Verde (Green Lantern – que estréia agora em agosto no Brasil) e achei interessante ele dizendo que o maior poder do Lanterna Verde não é o anel, mas sim sua Força de Vontade.

“… a força de vontade é fator determinante na hora da decisão de se tornar ou não um lanterna verde, então força de vontade acaba sendo o poder dele.” – Martin Campbell – diretor de Lanterna Verde.

E que para os Lanternas Verde, quanto mais forte sua volição (vontade), mais poderosos serão seus Constructos. Esses Constructos seriam os chamados construtos astrais ou formas pensamento (morfopensenes) ou ainda, se considerados na dimensão física poderíamos chamá-los de ectoplasmias ou efeitos ectoplásmicos (que seria a materialização dos morfopensenes).

Certo. Com essa questão da VONTADE em mente, fiz uma pesquisa rápida no site da Revista Conscientia e encontrei um artigo bem interessante, do Conscienciológo Laênio Loche, a respeito da Competência Pensênica e Despertologia (para ler o artigo do Loche na íntegra, clique aqui ou no link acima).

Como já comentei no post anterior, a Despertologiaé o ramo da ciência Conscienciologia que estuda o estágio evolutivo conhecido como Desperticidade, ou a condição do ser Desperto; quais suas características e como alcançar esta condição (algo factível numa única existência – vida intrafísica – para aqueles se dedicarem a tal feito, segundo o Professor Waldo Vieira).

É justamente “como atingir” esse estágio evolutivo da Consciência que o artigo científico do pesquisador Loche vêm corroborar, tocando no ponto fundamental para tornar-se um DESPERTO:

A higienização do PENSENES, ou seja, seu controle permanente da manifestação qualitativa dos seus pensamentos, sentimentos e energias para evitar o autoassédio e consequentemente evitando o heteroassédio consciencial.

Onde entra a vontade nisso tudo?

A vontade é nosso maior poder no caminho para a Desperticidade, pois é com a vontade que você conseguirá controlar seus pensenes de forma a se reeducar, ocasionando uma mudança intraconsciencial, fazendo-o livrar-se de todo e qualquer elemento pensênico (pensamento, sentimento ou energia) que possa provocar-lhe o assédio (auto e hetero).

“A DESPERTICIDADE REQUER ATENÇÃO SOBRE

O CONTEÚDO E A PERMANÊNCIA DOS PENSENES,

ISTO É, A MANUTENÇÃO ININTERRUPTA

DE PADRÃO PENSÊNICO SALUTAR”.

Laênio Loche

E cabe dizer que, assim como acontece com o Lanterna Verde, quanto maior sua vontade maior seu poder de mudança pensênica, maior serão suas chances de alcançar a Desperticidade nesta vida intrafísica.

Mas atenção, serão precisos 20 (vinte) anos ininterruptos sem um único assédio para que você possa se considerar um Desperto.

Por isso tudo, estou mais ansioso ainda para assistir ao filme do Lanterna Verde e ver como essa questão da vontade foi tratada no filme e desde já me torno um admirador do personagem Hal Jordan, a.k.a. Lanterna Verde, pelo seu poder superheróico:

A FORÇA DE VONTADE.

Como nunca mais ser assediado/obsidiado?

Na Conscienciologia tem-se uma  meta para se alcançar no curto prazo (seja alcançando numa única vida ou nas vidas mais próximas) que é alcançar a condição de DESPERTO, ou seja, de DESassediado PERmanente TOtal, que quer dizer que você nunca mais será importunado por assediadores/obsidiadores/encostos ou como queira chamar. Essas Consciências Extrafísicas (ou mesmo as intrafísicas) não conseguirão brecha na sua personalidade para lhe sugar ou lhe fazer mal.

Para isso existem vários caminhos, porém todos passaram por três bases fundamentais da nossa manifestação:

1º Controle do PENsamento; (o PEN do PENSENE)

2º Controle do SENtimento; (o SEN do PENSENE)

3º Controle da ENErgia. (o ENE do PENSENE)

Não necessariamente nesta ordem. Os dois primeiros são mais importantes, porque o terceiro será consequência deles, se ninguém consegue tirar você do sério nem contaminar seus pensamentos, sua energia se manifestará de forma mais saudável.

Para entender melhor o que estou dizendo, leia a entrevista com o “Seu Manuelzinho, reconhecidamente um DESPERTO.

Ele dominou os próprios pensamentos e mantêm-se emocionalmente inabalável, equilibrado e por consequência as energias que ele emite e que atrai são saudáveis.

Mas há outra forma de se tornar DESPERTO que é através do domínio energético (que no fim acabará por passar por uma reeducação sentimental e mental).

Não importa por onde você irá começar, o que importa é estar com o objetivo claro na mente:

“Alcançar a condição de desassediado permanente total – DESPERTO“.

Essa é a meta prioritariamente evolutiva que a maioria de nós (eu que estou aqui escrevendo isso e você que está aí lendo) devemos almejar e nos esforçar para alcançar. Por que lembre-se:

Coincidências não existem

Waldo Vieira

E ainda:

“Não acredite em nada do que ler aqui,

EXPERIMENTE. 

Tenha suas experiências pessoais

e tire suas próprias conclusões.”

Cabe a você decidir por onde começar e saiba que não será fácil, pois a evolução não é “fofinha” e também “não passa a mão na cabeça” de ninguém.

Um abraço e votos de compléxis!

P.S.: Nos links abaixo você encontrará mais informações sobre a Desperticidade para aprofundar seu conhecimento.

Complementos:

O que é o PENSENE?

O que é o ser DESPERTO?

O que é a Desperticidade?

Videos sobre o ser DESPERTO.

Artigos científicos sobre a Desperticidade.

E se o planeta Terra explodisse?

Estive refletindo: Se todos os objetos e seres vivos no mundo tem seu duplo extrafísico, ou seu correspondente sutil noutra dimensão, o planeta Terra também teria, certo?

Seguindo essa lógica de raciocínio, respondo que sim. Já que através da história vemos diversos casos de leis científicas descobertas no macrocosmos (Universo) que servem de referência para o estudo do microcosmos (microbiologia) e viceversa.

Pensando dessa forma, quando uma pessoa morre numa explosão e seu corpo físico é feito em pedaços, porém seu psicossoma, ou duplo etérico, não é estraçalhado, certo? De tudo que já li e estudei, concluo que não (talvez fique temporariamente em suspensão, mas não desaparecerá), senão isso seria como a terceira dessoma e a pessoa estaria super evoluída.

Pois bem, se uma explosão intrafísica não explode extrafisicamente (veja bem, isso é só uma hipótese, pois não tenho certeza do que acontece com o psicossoma da pessoa no caso de explosão, pois não fiz nenhum teste – e nem pretendo fazer – e também não fiz nenhuma pesquisa extrafísica para saber), se a Terra explodisse, tendo um duplo extrafísico, o que explodiria seria apenas a Terra física e não a extrafísica, ou ParaTerra.

Mas o meu questionamento é o seguinte:

Se considerarmos a Terra como um ser vivo (assim como uma planta) continuaria ela existindo na ausência da Terra Física ou ela se diluiria na dimener (dimensão energética), ou se preferir,  voltando a ser apenas prana?

Digamos que a resposta seja sim e ela continuaria existindo numa outra dimensão, mais sutil. Então seria o caso de refletir sobre a quantidade de planetas que encontramos atualmente no Universo e pensar que esse número pode ser muitas vezes maior por conter planetas que não podemos ver, já que são extrafísicos e encontram-se no ParaUniverso. O que me leva a pensar no cinturão de asteróides do Sistema Solar: segundo alguns livros psicografados, o cinturão de asteróides já foi um planeta que explodiu devido a ação de seres alienígenas no planeta. Se isso for verdade e se o planeta continua existindo, então temos mais um planeta no Sistema Solar o qual não possuímos capacidade de enxergar e seus habitantes continuam lá vivendo suas vidas.

Mas digamos que não, que a ParaTerra não sobrevive sem seu correpondente físico e volta a fazer parte da energia vital do Universo. O que aconteceria conosco? Ficaríamos a vagar, todos de psicossoma pelo espaço, procurando algum para habitar? Para continuar nossa jornada evolutiva?

Bom, deixo aí para que cada um chegue a sua própria conclusão e expresse aí nos comentários para debatermos!

Abraço!

Evolução do Homo Sapiens não é mero acaso

Os videos abaixo são de um programa do History Channel sobre o mapeamento do DNA humano que pode trazer evidências de que o DNA possa ter sido manipulado para saltarmos evolutivamente e nos diferenciarmos dos demais animais.

Essa ideia está em ressonância com as informações contidas no livro Exilados de Capela e mesmo A Marca da Besta (trilogia O Reino das Sombras) bem como vários outros títulos que tocam no assunto.

Assista e tire suas próprias conclusões:

Até semana que vem!

Extraterrestres existem?

O que você acha?

Começo com aquela velha máxima (que não é exatamente assim mas vá lá):

Num Universo tão imenso, por que apenas este planeta teria a honra de abrigar vida?

Posso falar com um pouco de conhecimento no assunto, porque já participei do Projeto Portal (aquele de Corguinho/MS) no qual as pessoas vão até lá na esperança de ter contato com seres de outros planetas. Lá sempre se falava que para ver esses seres é necessário estar tranquilo, sem ansiedades ou inquietações e modificar sua frequência vibratória para aproximar-se da vibração deles.

Analisando o conhecimento adquirido através da Conscienciologia e depois de ver esse video do Prof.º Waldo Vieira (agradecimentos ao amigo AEpicon pela postagem do video no seu site Consciência Lúcida):

Chego a conclusão de que os Extraterrestres já estão entre nós (a muito tempo), porém sabe porque não os enxergamos facilmente?

Porque eles são Consciências Extrafísicas!

Consciências Extrafísicas Extraterrenas!

Estar no extrafísico é uma questão de mudança na faixa ou frequência vibratória na utilização do nosso psicossoma, ou duplo etérico.

Só os enxergaremos com os olhos físicos se tivermos nosso parapsiquismo ou mediunismo (ou como quer que você chame isso) desenvolvido.

Se você enxerga consciexes (espíritos) você poderá também ver seres extraterrestres, do mesmo jeito que é possível alguém fora do corpo, projetado, em viagem astral, pode visitar outros planetas e conhecer outras raças e sociedades extraterrenas.

Agora, é claro que você não vai ver um monte deles passeando por aí. Eles estão aqui a trabalho. Estão por aqui com intenção assistencial. No intuito de auxiliar as Consciências (extrafísicas e intrafísicas) do planeta Terra a passarem pela turbulenta aceleração da história humana, por esse momento culminante na existência dessa sociedade como conhecemos.

Por isso, “pó fica trankilo mâno“, eles vieram em paz e vão ajudar muito!

Um abraço e votos de Compléxis a todos vocês que lêem o Recuperando Cons!

P.S.: Na Conscienciologia e Projeciologia não existe quase nenhum material a respeito disso pois ainda não há pesquisados voltados para esta área, não foram feitas pesquisas aprofundadas nesse campo ainda. O que temos são somente algumas pinceladas bem tímidas do assunto em tertúlias do Prof Waldo e se não me engano tem algo no Projeciologia.

P.S.2: Uma rápida consulta no site da Revista Conscientia e verifica-se a inexistência de artigos sobre o tema, indicando uma área que carece de pesquisas e análises. Alguém se habilita?

Técnica Energética: Campo Interpalmar

Quer experimentar uma técnica simples para perceber/sentir a sua própria energia, ou a atuação do seu corpo energético, o Energossoma, através da sua vontade?

Então faz essa técnica aí:

 Posição. Sente numa cadeira confortável, sem objetos que possam dificultar as percepções, como relógios, óculos, chaves e celulares.

 Ambiente. Se quiser deixar o ambiente com meia luz, pode facilitar a sua concentração, pois diminui os estímulos visuais através da iluminação do ambiente.

 Relaxamento. Respire fundo algumas vezes para relaxar.

 Visão. Se quiser fechar os olhos, pode, não tem problema e pode ajudá-lo(a) a aguçar sua percepção. Porém à pessoas que conseguem enxergar o campo interpalmar.

 Palmas. Posicione as palmas das mãos à frente do corpo uma virada para a outra numa distância de uns 30 cm (trinta centímetros) mais ou menos, não precisa ser exato.

 Exteriorização. Comece a exteriorizar energia pelas palmas das duas mãos, uma energia de encontro à outra, para formar um campo de energia entre suas mãos.

 Percepções. Fique atento à suas sensações, às suas percepções.

 Intensa Exteriorização. Exteriorize bastante, com vontade decidida, lembrando que a energia obedece ao seu comando e não é preciso nenhum esforço físico para isso.

 Afastamento. Agora afaste levemente as mãos e perceba. Algo mudou? Depois aproxime lentamente as palmas. O que você sente?

10º Movimento. Movimente as mãos sempre devagar alternadamente (uma para baixo outra para cima) e perceba o campo formado entre as palmas de suas mãos. Quais as sensações que você identificou?

11º Fluxo Interpalmar. Depois disso, tente exteriorizar energia por uma das mãos e absorver pela outra e fique atento às suas percepções. Faça o inverso também, a mão que exteriorizou agora absorve e a outra exterioriza.

Pronto, acabou a técnica. Pra que serve? Só pra isso mesmo, pra você perceber a existência da energia, do fluido vital que forma tudo menos a Consciência.

Conte aí nos comentários como foi a sua experiência!

E se tiver dúvidas, pergunte!

Abraço!