Posts Tagged ‘ Conhecimento ’

Deus: Um Macaco Gordo!

Crentes já devem estar me xingando só pelo título do post! hehehehehe

Explico:

Deus é um Macaco Gordo (mas bem gordo mesmo!), já que está quebrando o galho do Conhecimento enquanto este não dá as caras, ou melhor, enquanto a Consciência não amadurece e busca por ele (o Conhecimento).

Deus é utilizado como Macaco Gordo para praticamente tudo: “estou numa situação difícil… ah, foi Deus quem quis”, “por que essa tragédia aconteceu comigo… ah, foi vontade de Deus”, “por que não ganho na telesena… porque Deus escreve certo por linhas tortas” e por aí, os exemplos são inúmeros.

Pois bem, enquanto o Conhecimento está de folga, tirando umas férias nos confins do Universo, o Macaco Gordo aproveita para aparecer até quando o assunto é ciência, que a meu ver deveria ficar longe desse Macaco, entretanto, até mesmo os cientistas mais renomados se utilizam desse Fofucho Macaquito para justificarem a complexidade que encontram em suas pesquisas.

Na minha opinião personalíssima, apelar para um Deus é o mesmo que atestar sua ignorância quanto aos assuntos no qual o Macaco Gordo apareceu. Seria o mesmo que dizer “Eu não sei mais nada a partir desse ponto.” o que seria mais inteligente de se dizer, já que não se apelaria para o desconhecido e imaginário Deus.

A Consciência Intrafísica Terráquea (atual habitante do planeta Terra) é imatura e ignorante em toda sua capacidade de raciocínio quando a discussão tende para o lado do tal “Macaquinho Supernutrido”.

Toda essa introdução para dizer que chegou até meu conhecimento (através de um amigo) a reportagem “Cientistas afirmam que podem provar a existência de Deus pela análise do DNA” (olha o macaco gordo aí!) e que traz um conceito que achei interessante, um tal de “Projeto Inteligente” que se baseia no seguinte raciocínio:

Sendo o DNA um sistema complexo, composto por mais de três bilhões de caracteres individuais que são processados e geram as informações necessárias para a construção da constituição física do ser, de onde veio tanta informação?

Na minha opinião esta pergunta não é a pergunta correta a ser feita, já que as informações contidas no DNA são resultado dos milhares de anos de evolução e mutação genética. O mais interessante seria questionar “quem” dá significado a todo esse conjunto de dados, no que eu responderia: “Talvez seja nós mesmos, Consciências”.

Pois bem, na reportagem, cientistas dizem que “o que é capaz de produzir informação é a inteligência“. E concordo com eles nessa afirmação e faço um paralelo com o tratamento de dados dentro de uma empresa: cada palavra ou número é um dado, simplesmente um elemento sem nenhum significado que é armazenado no banco de dados da empresa; então, eis que vem um funcionário chamado de Analista que vai olhar para aqueles dados e procurar qual a relação existente entre eles e organizá-los de forma a dar significado a eles; nisso os dados, depois de significados, transformam-se em informação, ou seja, os dados estão lá soltos e aparentemente sem relevância, quando vem uma inteligência e percebe a inter-relação desses dados, dando utilidade e lógica aos dados que tornam-se informação, que será analisada por outros funcionários que tomarão decisões.

Nesse paralelo, o DNA repleto de genes (dados) necessita de uma inteligência (Consciência) para dar significado e perceber a relação entre esses dados genéticos, gerando um determinado biótipo com características únicas (informação).

Ora, a Consciência (nós) somos uma inteligência, por que então essa inteligência que organiza e interpreta os dados transformando em informações não pode ser nós mesmos? Ainda não temos noção da extensão de nossas capacidades como Consciências multidimensionais, multiexistenciais e multiveiculares para refutar esse hipótese.

É importante dizer que a confirmação do “Projeto Inteligente” não vai provar a existência de nenhum “Deus”, apenas vai provar que existe uma inteligência (que pode ser nós mesmos ou uma um pouco maior do que nós) por trás da significação dos dados contidos no código genético.

É aqui que a arrogância da conscin terráquea entra: ela sempre se acha o centro do universo. Primeiro, a Terra era o centro do Sistema (atualmente chamado de Solar). Descobriu-se através de pesquisas científicas que isso não era verdade. Depois tínhamos que ser o centro da galáxia, entretanto não o somos. E por fim, a ignorância e prepotência leva a Conscin a pensar que somos o primeiro e único planeta com vida inteligente no Universo. Ledo engano.

Há consciências em constante desenvolvimento por todo o Universo, e em diversos estágios evolutivos, bem como em diferentes estágios de inteligência. Vide relatos de projetores lúcidos que tiverem encontros com consciências extraterrestres no extrafísico, inclusive o Prof. Waldo Vieira relata alguns encontros desses em videos disponibilizados no You Tube.

OK, o DNA pode ter sido algo significado por uma inteligência superior a nossa inteligência atual, mas isso não prova que essa inteligência é a Causa Primária. Há diversos graus da Consciência na escala evolutiva que podem ser a inteligência ou as inteligências  por trás dessa significação, sem no entanto, estar sequer próximo da Causa Primária do Universo.

Por favor, siga meu raciocínio:

Através dos estudos e vivências Conscienciológicas se tem registro e conhecimento de estágios evolutivos da Consciência. O último estágio conhecido é aquele no qual nós Consciências não precisaremos da forma para nos manifestarmos, descartando assim os veículos de manifestação somático, energossomático e psicossomático; passando a ser uma Consciência Livre.

Se uma Consciência Livre for responsável pela evolução de um planeta inteiro, essa inteligência responsável pode ser a inteligência por trás da transformação do DNA em informação, já que ela estaria encarregada da evolução das Consciências nesse planeta.

Mas pode-se pensar também da seguinte maneira: se só existe duas coisas no Universo, energia e Consciência, então a primeira significação dos dados genéticos foi realizada pela primeira ou pelas primeiras consciências que surgiram no princípio de tudp.  Então os crentes irão dizer: “Ahá! E quem foi que criou essas primeiras consciências?”, aí responderei “Não sei” e eles dirão “Foi Deus! Está vendo, não tem como negar a existência de Deus” (e aqui está o Macaco Gordo novamente!). E isso é uma grande prova da infantilidade e imaturidade que a Consciência pode demonstrar. Tudo bem, você quer dizer que o Universo surgiu de algum lugar ou alguém o fez? Chame de Causa Primária do Universo, já que ninguém sabe com certeza como foi, quem foi ou por quê foi. A palavra “Deus” já está tão estigmatizada pelas religiões ao longo dos séculos do desenvolvimento humano nesse planeta que não convém utilizá-la mais para se referir ao princípio de tudo.

Agora seja racional e consciente: o que você está chamando de “Deus” não é nem de perto a Causa Primária do Universo (que com toda certeza está a anos-luz de nossa capacidade de compreensão), mas sim uma Consciência em estágio mais avançado na evolução do que eu e você, entretanto, que não é nenhum ser onipotente, onipresente, oni-qualquer-coisa. É simplesmente (ou complexamente, se preferir) eu e você daqui a alguns milhares de anos de evolução. E não é nenhum “paizão” que sabe tudo o que acontece com você e que está te esperando de braços abertos no “céu” e que é responsável por todas as mazelas, tragédias e bem-venturas que acontece nesta sua vida intrafísica e nas anteriores e nas que se seguirão, o responsável por tudo isso é somente você naquilo que você, como dizem por aí, “plantou, semeou e está colhendo”.

Cai na real Consciência! Pare de chamar o Macado Gordo e corra atrás do Conhecimento que é o mais importante!

Um abraço!

OBS.: Escrevi a palavra “Deus” em maiúscula nos parágrafos acima para não ofender mais ainda os que acreditam nesse ser/entidade/ou seja lá como queira denominar; porque costumo escrever em minúsculo pois não vejo porque escrever em maiúsculo e porque provavelmente só é escrito em maiúsculo para enaltecer o conceito. Já com a palavra “conhecimento” fiz o inverso, para enaltecer a importância do saber, do conhecer, do se informar, do amadurecer.

Anúncios

Reurbanização Extrafísica e o Fim do Mundo em 2012

A pergunta que não quer calar:

O mundo vai acabar em 2012?

Com certeza, não. Dizem que o calendário Maia termina em 2012 e por isso o mundo vai acabar, mas antes de levar isso a sério, precisamos fazer algumas perguntas como:

a) quem eram os Maias?

b) Por que acredita-se que esses caras sabiam mais do mundo do que outras civilizações?

c) Será que o calendário deles só vai até 2012 porque a civilização Maia está extinta e o cara que fazia os calendários não pode mais produzi-los?

Apesar da histeria internáutica de místicos, marketeiros e líderes de seitas suicidas espalhados pelo mundo, fique tranquilo, o mundo não vai acabar, explodir ou ser varrido subitamente por uma catástrofe inenarrável.

O planeta está em transformação? Sim, entretanto-porém-contudo-todavia as transformações que ocorreram ao longo da história do planeta (até onde estamos cientes) sempre se deram de forma lenta e gradual (mesmo com os dinossauros, que não foram todos extintos no momento em que o meteoro atingiu a Terra, mas foram sucumbindo pela transformação gradual da atmosfera e da superfície terrestre).

As mudanças estão ocorrendo, mas é algo mais vibratório do que físico. Tem mais catástrofes? Talvez sim e talvez não. Explico: Temos um mundo globalizado, no qual em questão de segundos uma furacão nos EUA é noticiado para o mundo todo; ou um tsunami no Japão, ou mesmo um tremor de terra aí na sua cidadezinha do interior, ou seja, ficamos sabendo de todos os desastres naturais que acontecem mundo afora, dando-nos a impressão de estarem aumentando a quantidade desses fenômenos da natureza, porém, quem garante que eles já não aconteciam com a mesma frequência e quantidade pelo mundo todo antes do advento da globalização? Propiciada principalmente pela invenção da internet?

Mas esta é apenas uma visão intrafísica. Se olharmos para o extrafísico (através das experiências vividas por projetores conscientes e livros psicografados) podemos verificar que há um movimento de reurbanização extrafísica (reurbex) ocorrendo já a algumas décadas que acarreta efeitos na dimensão (ou plano) físico, contribuindo para a ocorrência de fenômenos naturais desastrosos que atuam na limpeza energética (holopensênica e morfopensênica) dos locais afetados, com intuito de reciclar as energias conscienciais estagnadas, geradas por centenas ou até milhares de anos de pensenização anticosmoética das Consciências Intra e Extrafísicas da Planeta Terra.

Estou tocando nesse assunto porque, além da “modinha” de que 2012 é o ano do fim do mundo (assim como diziam que o ano 2000 era o fim do mundo!), é que recebi um e-mail de um amigo muito querido (meu pai!) que traz uma entrevista com Sai Baba (um guru indiano) e tirando toda a carga religiosa, mística e gurulátrica, existem algumas ideias interessantes na entrevista.

Segue abaixo a entrevista, lembrando que a Conscienciologia não apóia nenhum tipo de gurulatria, religião ou sectarismo de qualquer espécie:

OBS.: Coloquei em negrito os pontos que penso serem mais importantes da entrevista.

19 de outubro de 2010

Sai Baba fala sobre 2012 em Entrevista

1. Ouviu falar de 2012 como um ano em que algo ocorrerá?

Bom, por um lado existem várias profecias que indicam esta data como um momento importante da história da humanidade, mas a mais significativa é o término do calendário Maya, cuja profecia foi interpretada de várias formas. Os mais negativos pensam que nesse ano o mundo termina, mas isto não é real, pois sabemos que neste ano começa a Era de Aquário.

Na verdade este planeta está sempre mudando a sua vibração, e estas mudanças intensificaram-se desde 1898, levando a um período de 20 anos de alterações dos pólos magnéticos que não ocorriam há milhares de anos. Quando ocorre uma mudança do magnetismo da terra, surge também uma mudança consciencial, assim como uma adaptação física à nova vibração. Estas alterações não acontecem apenas no nosso planeta, mas em todo o universo, como a ciência atual tem comprovado.

Informe-se sobre as mudanças das tempestades solares (que são tempestades magnéticas) e perceberá que os cientistas estão a par destes assuntos. Ou pergunte a um piloto aviador sobre o deslocamento dos pólos magnéticos, já que todos os aeroportos foram obrigados a modificar os seus instrumentos nos últimos anos.

Esta alteração magnética se manifesta como um aumento da luz, um aumento da vibração planetária.

Para entender mais facilmente esta questão, é preciso saber que a vibração planetária é afetada e intensificada pela consciência de todos os seres humanos. Cada pensamento, cada emoção, cada ser que desperta para a consciência de Deus, eleva a vibração do planeta. Isto pode parecer um paradoxo, uma vez que vemos muito ódio e miséria ao nosso redor, mas é assim mesmo.

Venho dizendo em mensagens anteriores que cada um escolhe onde colocar a sua atenção. Só vê a escuridão aqueles que estão focados no drama, na dor, e na injustiça. Aquele que não consegue ver o avanço espiritual da humanidade, não tem colocado a sua atenção nesse aspecto.

Porém se liberar sua mente do negativo, abrirá um espaço onde sua essência divina pode manifestar-se, e isto certamente trará o foco para o que ocorre de fato neste momento com o planeta e a humanidade.

“Estamos elevando a nossa consciência como jamais o fizemos”.

2. Como assim? Não percebe a escuridão?

Vejo-a sim, mas não me identifico com ela, não a temo. Como posso temer a escuridão se vejo a luz tão claramente? Claro que entendo aqueles que a temem, porque também fiquei parado nesse lugar onde apenas via o mal. E por esta razão sinto amor por tudo isso.

A escuridão não é uma força que obriga a viver com mais ruindade ou com mais ódio. Não é uma força que se opõe à luz. É ausência da luz. Não é possível invadir a luz com a escuridão, porque não é assim que o principio da luz funciona. O medo, o drama, a injustiça, o ódio, a infelicidade, só existem em estados de penumbra, porque não podemos ver o contexto total da nossa vida. A única forma de ver a partir da luz é por meio da fé. Assim que aumentamos a nossa freqüência vibracional (estado de consciência), podemos olhar para a escuridão e entender plenamente o que vivemos.

Mas como pode afirmar tudo isso, se no mundo existe cada vez mais maldade?

Não há mais maldade, o que há é mais luz, e é sobre isso que falo agora. Imagine que você tem um quarto, ou uma despensa, onde guarda suas coisas, iluminado por uma lâmpada de 40W. Se trocar para uma lâmpada de 100W, verá muita desordem e um tipo de sujeira que você nem imaginava que tinha naquele local.

A sociedade está mais iluminada. Isto é o que está acontecendo. E isto faz com que muitas pessoas que lêem estas afirmações as considerem loucura.

Percebeu que hoje em dia as mentiras e ilusões são percebidas cada vez mais rapidamente? Bom, também está mais rápido alcançar o entendimento de Deus e compreender a forma como a vida se organiza.

Esta nova vibração do planeta tem tornado as pessoas nervosas, depressivas e doentes. Isto porque, para poder receber mais luz, as pessoas precisam mudar física e mentalmente. Devem organizar seus quartos de despejo, porque sua consciência cada dia receberá mais luz. E por mais que desejem evitar, precisarão arregaçar as mangas e começar a limpeza, ou terão que viver no meio da sujeira.

Esta mudança provoca dores físicas nos ossos, que os médicos não conseguem resolver, já que não provem de uma doença que possa ser diagnosticada.

Dirão que é causado pelo estresse. Porém isto não é real. São apenas emoções negativas acumuladas, medos e angústias, todo o pó e sujeira de anos que agora precisa ser limpo.

Algumas noites as pessoas acordarão e não conseguirão dormir por algum tempo. Não se preocupem. Leiam um livro, meditem, assistam TV. Não imaginem que algo errado ocorre. Você apenas está assimilando a nova vibração planetária. No dia seguinte seu sono ficará normal, e não sentirá falta de dormir.

Se não entender este processo, pode ser que as dores se tornem mais intensas e você acabe com um diagnóstico de fibromialgia, um nome que a medicina deu para o tipo de dores que não tem causa visível. Para isto não existe tratamento específico – apenas antidepressivos, que farão com que você perca a oportunidade de mudar sua vida.

Uma vez mais, cada um de nós precisa escolher que tipo de realidade deseja experimentar, porém sabendo que desta vez os dramas serão sentidos com mais intensidade, assim como o amor.

Quando aumentamos a intensidade da luz, também aumentamos a intensidade da escuridão, o que explica o aumento de violência irracional nos últimos anos.

Estamos vivendo a melhor época da humanidade desde todos os tempos. Seremos testemunhas e agentes da maior transformação de consciência jamais imaginada.

Informe-se, desperte sua vontade de conhecer estas questões. A ciência sabe que algo está acontecendo, você sabe que algo está acontecendo. Seja um participante ativo. Que estes acontecimentos não o deixem assustado, por não saber do que se trata.

O primeiro ponto que podemos destacar é a mudança evolutiva do próprio planeta no qual vivemos atualmente. Na primeira pergunta, Sai Baba afirma que o mundo não irá acabar, mas sim está passando por transformações vibratórias. Sua frequência energética está se alterando e com ela a dos seres aqui presentes (nós humanos e todos os outros). Não é por acaso que estamos vivenciando um período de maior abertura consciencial, de abertura para a realidade multidimensional da Consciência pelos mais diversos meios, da história da humanidade.

Na segunda pergunta, quando ele fala em luz entenda como o Conhecimento Multidimensional e quando diz escuridão, entenda como a Ignorância Consciencial. Assim, pode-se concluir que cada vez mais pessoas estão se voltando para a sua (nossa) realidade consciencial, multidimensional, multiexistencial e imortal, contribuindo para a elevação do padrão energético do planeta. Com isso, estamos adquirindo maior conhecimento do que é o mais correto a ser feito e do menos correto, desde grandes ações até pequenos atos, mesmo que apenas mentais. Estamos mais suscetíveis a perceber as nuances de nossos pensamentos, sentimentos e energias.

Tendo maior conhecimento, nossas imaturidades (e incoerências) tornam-se gritantes para nós mesmos (e para os outros), incomodando-nos, deixando-nos com vergonha, para que busquemos melhorar nossas manifestações, evoluir nossas atitudes e pensenes (pensamentos, sentimentos e energias).

No último parágrafo Sai Baba fala sobre o que é prioritário nesse momento:

ESCLARECIMENTO

Procure pela informação, se esclareça. Abra sua mente para a Autoconscientização Multidimensional. Perceba-se como a Consciência multidimensional que você é, entenda seus veículos de manifestação, movimente suas energias, higienize seus pensamentos e eleve seus sentimentos e com isso se prepare para as mudanças que não vão, mas já estão, acontecendo.

E, meu amigo, se você quer continuar ressomando (renascendo) nesse planeta e caminhando na estrada evolutiva com suas Consciências amigas, é melhor agilizar seu processo evolutivo o quanto antes, senão você corre o risco de ir parar noutro planeta menos evoluído! ;D

E para quem acha que eu esqueci de responder às perguntas iniciais desse post digo que não esqueci não. Não vou responder a essas questões, vai pesquisar! ;P

Busquem conhecimento… nos livros!

“Busquem Conhecimento.”

Essa foi a frase que o tal Bilú, o ET brasileiro falou. E ele não está falando asneiras não (seja ele real ou não).

Porém ele foi muito genérico.

Ele deveria ter dito:

“Busquem conhecimento sobre si mesmos,

sobre sua realidade consciencial,

multidimensional e multiexistencial.”

E na busca de conhecimento que “lugar” melhor que nos livros? Afinal, para buscarmos conhecimento sobre nós mesmos, precisamos de ferramentas que nos proporcionem o estudo do EU, do SELF, da CONSCIÊNCIA, e estas ferramentas estão nos livros (bom, também estão nos cursos, nas experiências pessoais, na internet…).

É por isso que neste post trago uma lista de livros pra você recuperar mais Cons e tornar sua vida mais Evolutivamente Produtiva.

Segue o “Top 7 livros que já li e posso indicar“, porque indicar livro que não leu é igual artista fazendo propaganda de produto na TV:

– você sabe que ele está ali pra ganhar dinheiro,

– você sabe que ele não usa aquele produto,

– mas o publicitário jura que você vai comprar só porque o artista está recomendando!

Não restrinja sua leitura, leia tudo o que “cair” em suas mãos 

ou que lhe despertar atenção.

Mas lembre-se, seja crítico e use o discernimento, afinal, o papel aceita tudo!

Top 3 (ou 7) livros que já li e posso indicar:

1º. “Nossa Evolução” e “Projeções da Consciência”

O número um, na verdade são dois, escolha por onde começar.

Nossa Evolução

Se você gosta de respostas antes de mais nada, comece com “Nossa Evolução”, traz respostas para as questões mais fundamentais e suscitara “minhocas na sua cabeça”.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

Projeções da Consciência

Agora, se você se interessa mais pelos fenômenos ou primeiro você quer ação, comece pelo “Projeções da Consciência”, é uma espécie de diário de experiências extracorpóreas que te mostra um vislumbre do “outro mundo”, o Extrafísico.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

2º. “700 Experimentos da Conscienciologia” e “Projeciologia”

Novamente dois livros, parece que este TOP 10 vai acabar virando TOP 20! heheheh

700 Experimentos da Conscienciologia

Bom se você quer saber as bases da Ciência da Consciência e já se aprofundar no autoconhecimento, leia e ESTUDE o “700 Experimentos da Conscienciologia“. Nele você encontra mais de 5000 mil perguntas para você procurar as respostas dentro de si mesmo.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

Projeciologia – Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano

Agora, se você quer a prática fenomenológica, quer sair do corpo e ver com seus próprios olhos, ou melhor, com seus “para-olhos” a realidade multidimensional este livro é o mais adequado, traz dezenas de técnicas projetivas e o conhecimento necessário para que você saiba com o que pode “topar” do “lado de lá” da vida.

Você vai encontrar este livro nas Unidades do IIPC mais perto de você, ou no CEAEC, ou pedindo direto pela Editora, a Editares.

3º. “Trilogia Reino das Sombras: Legião, Senhores da Escuridão e A Marca da Besta”

Trilogia Reino das Sombras:

1º. Legião

2º. Senhores da Escuridão

3º. A Marca da Besta

O terceiro colocado é uma trilogia, pra você entender que “o buraco é mais embaixo”. Entretanto, CUIDADO! As informações contidas na trilogia não são para os fracos. Traz um panorama amplo para o entendimento do nivel evolutivo do planeta e o “que raios está acontecendo com o mundo e com as pessoas que moram nele”.

Você pode encontrar esta trilogia em livrarias espíritas, em grandes livrarias ou pela Editora, a Casa dos Espíritos.

Considerações Finais

Por enquanto recomendo esses livros. Volto a indicar outros livros em posts vindouros.

Agora, deixe eu te dizer um negócio: Não consegui inserir nenhum link nesse post! E nenhuma tag! E nem criar a categoria que eu queria! Seria problemas com o WordPress? ou Contrafluxo? ou os dois?! (se você não sabe o que é o contrafluxo, deixo para um próximo post).

[ATUALIZADO: Depois de cinco dias da postagem é que consegui criar a categoria Leitura Recomendada e colocar tags no post!]

Votos de Compléxis a todos vocês!

E se descordam do meu Top 3 ou 7 livros critiquem aí nos comentários, dê sua opinião.

Lembre-se:

Não  acredite  em  nada, nem  mesmo

no  que  lhe  informarem  aqui.

EXPERIMENTE.

Tenha  suas  experiências  pessoais.