Posts Tagged ‘ Conscienciologia ’

Frases da Conscienciologia

Conheça o Frases da Conscienciologia, um blog com pensamentos de autores/pesquisadores das ciências Projeciologia e Conscienciologia.

Blog:
http://frasesdaconscienciologia.wordpress.com/

Facebook:
https://www.facebook.com/pages/Frases-da-Conscienciologia/274266539301609

Abraço!

 

Muletas Psicofisiológicas são necessárias?

Há algumas semanas estava trocando idéias com meu primo Marcell e acabamos por abordar o assunto das muletas psicofisiológicas, no que ele me disse que eu havia apenas aceitado a idéia de que muletas não são necessárias para desencadear fenômenos parapsíquicos sem questionar.

Isto foi um feedback (retorno) interessante. Decidi então pesquisar mais pra compreender melhor a necessidade de utilizar ou não muletas no desencadeamento de fenômenos parapsíquicos e se são mais ou menos potentes que a impulsão da vontade nos experimentos.

De acordo com o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, Muleta é:

muleta |ê|

s. f.
1. Pau ou bastão a que se pode apoiar quem tem dificuldade em andar, geralmente apoiando a axila na parte superior.
2. [Tauromaquia]  Pau com pano de lã vermelha com que o toureiro engana e toureia o touro.
3. Manivela do realejo.
4. Pequeno barco de pesca.
5. [Figurado]  Apoio, amparo.
6. [Heráldica]  Peça em forma de estrela.

E pelo Dicionário Aurélio Online:

Significado de Muleta

s.f. Bordão comprido terminado na parte superior por um encosto côncavo, em que os aleijados apóiam as axilas para se moverem. / Fig. O que moralmente serve de apoio ou argumento; amparo. / Manivela com que se faz girar o cilindro dos realejos. / Heráld. Peça do feitio de uma estrela, que tem o centro coberto e que se desenha nos brasões com a cor apropriada às regras dos mesmos. / Tauromaquia Bastão a que se prende uma manta vermelha da qual se serve o toureiro matador.

Os dois conceitos são bem próximos, utilizando apenas sinônimos para elaborar textos distintos em seu formato, porém idênticos em seu conteúdo.

O sentido em que é empregada a palavra muleta na Conscienciologia é de fato algo que a Consciência se utiliza para apoiar-se, para amparar-se, seja psicologicamente, seja fisicamente, na realização de suas tarefas assistenciais ou na reciclagem existencial pessoal.

De acordo com a Conscienciopédia, muletas psicofisiológicas podem ser chamadas também de andaimes conscienciais (Andaimes conscienciais – Muletas psicológicas ou fisiológicas quando dispensáveis).

No Projeciologia (pág. 86), temos os seguintes parágrafos a respeito das muletas:

“”Autodeterminação. … aplicação lúcida e autodeterminante do mentalsoma.

Muletas. Em outras palavras: a abordagem da Ciência Projeciologia (que busca refutações) constrói, com expressiva naturalidade, a proposta filosófica revolucionária do acrisolamento da consciência que dispensa, para sempre, as muletas de toda conotação mística e da religiosidade de qualquer natureza. Na parte prática ainda indica a tenepes para as pessoas motivadas na assistência interconsciencial.”

Estes parágrafos nos indicam que a utilização com lucidez e determinação íntima do Mentalsoma pela Consciência, a leva ao descarte de todo e qualquer tipo de muleta com conotação mística ou religiosa.

O próximo parágrafo nos mostra que descartar as muletas é questão de nível evolutivo (Projeciologia, pág. 428):

Higiene. Para quem está começando, certos recursos de sugestão ou fatores desencadeantes dos processos projetivos podem ser de extrema utilidade. Todo recurso, por mais exótico que seja, desde que inofensivo para a consciência, positivo para os fins colimados, dentro da higiene física, mental e consciencial, pode e deve ser utilizado para produzir as projeções conscientes.

Esforço. Todo esforço ou sacrifício neste sentido compensa a dedicação pessoal.

Artifício. Se precisa de uma palavra, símbolo, imagem ou mesmo um artifício esdrúxulo para se sentir seguro no ato de se projetar, deve usá-lo e depois, ao adquirir maior experiência, simplificará o que for possível, dispensando todo recurso supérfluo.

Muletas. O projetor(a), pouco a pouco, adquirindo experiência, acaba sempre alcançando um estágio em que dispensará todas as dependências ou muletas psicofísicas que usa para suprir as suas deficiências no processo da projeção consciente.”

E noutra página:

Muletas. Todos os rituais e muletas psicofisiológicas são passageiros, infantis e infantilizadores.” – Projeciologia, pág. 579

Percebe-se então que no início da descoberta e desencadeamento dos fenômenos parapsíquicos é compreensível a utilização de muletas até que a Consciência sinta-se segura de si mesma, angarie confiança em suas habilidades para noutro estágio, descartar as muletas e “andar por si mesma”, ou diria, projetar por si mesma.

Mas há um porém. Ali onde diz “…desde que inofensivo para a consciência…“, ou seja, você precisa do seu discernimento e de suas parapercepções ou mesmo da intuição de que determinados tipos de muletas podem acarretar danos à algum dos veículos de manifestação da Consciência, dificultando ações futuras.

Um exemplo disso são os aparelhos ou programas que emitem sons para alteração da frequência cerebral, que segundo o Prof. Waldo acarretam problemas em sua sinalética parapsíquica – aplicando-se o princípio da descrença, não acredite no que ele disse – entretanto, você estaria disposto a sacrificar a sua sinalética – caso ele esteja certo – para refutar ou provar essa teoria?

Há diferenças entre a Curiosidade Científica Sadia e a Burrice Humana.

Agora o que é melhor, utilizar muletas ou não utilizar? Vimos que tudo depende do seu nível de compreensão evolutiva e do desenvolvimento de suas habilidades conscienciais.

O ideal é não utilizá-las já que criam uma dependência entre a Consciência e o objeto/imagem/mantra. Mas é fato que vivemos num mundo do não-ideal, portanto se precisar utilizá-las, tenha sempre em mente que em algum momento na sua evolução você perceberá que elas já não fazem o mesmo efeito ou que você já consegue avançar sem elas.

Quanto a utilização, visualize a seguinte cena:

Imagine que você só exterioriza energia para realizar assistência se estiver com seu Bastão Mágico (com exteriorização +3 e brilho adicional) ou seu Amuleto Estrela de Davi (com exteriorização +5, e adicional de carisma).

E se acontecer uma emergência e você precisar exteriorizar energia para fazer assistência na hora e não estiver com seus amuletos? Você não pode correr até sua casa e pegar seus amuletos, bastões, pedras, pirâmides, cristais ou mesmo sua cueca da sorte. É preciso fazer algo ali, naquele exato momento.

Uma Consciência que se preparou sem a utilização de muletas psicofisiológicas ou que já conseguiu descartá-las, estará preparada para esse momento e sem titubear, realizará assistência energética apenas com a impulsão de sua força de vontade, um dos maiores atributos da Consciência, vindo atrás (talvez) somente do Discernimento.

A não utilização de muletas psicofisiológicas de qualquer natureza faz com que a Consciência desenvolva seus atributos conscienciais e possa estar preparada para utilizá-los em qualquer situação, lugar, hora ou dimensão na qual se manifeste.

E tem mais, dessa vida física, não levamos nada a não ser nosso conhecimento e nossas habilidades conscienciais. Então quando chegar no extrafísico, você não terá seus amuletos para lhe ajudar.

Você pode me dizer (como meu primo me disse):

Ah, mas no extrafísico você pode fazer um constructo astral (morfopensene) do objeto.”

Sim, pode, porém esta é outra habilidade que a Consciência tem que desenvolver. Não pense que assim que dessomar ou quando você se projetar para fora do corpo físico lucidamente será a coisa mais fácil do mundo criar qualquer coisa que vier à sua mente de forma consciente e direcionada. Não se engane, assim como qualquer outra habilidade, criar morfopensenes também exige experiência na área e se você não a tiver, também terá dificuldades para fazê-lo.

Se você desenvolveu a sua habilidade Consciencial, mentalsomática, lúcida e determinada nada disso será necessário e então a sua tarefa assistencial será desempenhada sem qualquer tipo de empecilhos a não ser sua própria disposição para tal.

Mas não acredite em nada do que eu escrevi aqui, tenhas suas próprias experiências, faça seus próprios estudos e tire suas próprias conclusões.

Uma última observação:

Pelas definições dos dicionários (no início do deste texto), percebe-se que até o auxílio de um Amparador pode ser considerado uma paramuleta, ou seja, uma muleta extrafísica, enquanto a Consciência não se torna “parapsiquicamente lúcida ou auto-suficiente” (VIEIRA, pág. 455).

E já que a interação entre as Consciências sugere uma relação de interdependência por toda a jornada evolutiva, estaremos utilizando a muleta do Amparo por muito tempo ainda.

Como nunca mais ser assediado/obsidiado?

Na Conscienciologia tem-se uma  meta para se alcançar no curto prazo (seja alcançando numa única vida ou nas vidas mais próximas) que é alcançar a condição de DESPERTO, ou seja, de DESassediado PERmanente TOtal, que quer dizer que você nunca mais será importunado por assediadores/obsidiadores/encostos ou como queira chamar. Essas Consciências Extrafísicas (ou mesmo as intrafísicas) não conseguirão brecha na sua personalidade para lhe sugar ou lhe fazer mal.

Para isso existem vários caminhos, porém todos passaram por três bases fundamentais da nossa manifestação:

1º Controle do PENsamento; (o PEN do PENSENE)

2º Controle do SENtimento; (o SEN do PENSENE)

3º Controle da ENErgia. (o ENE do PENSENE)

Não necessariamente nesta ordem. Os dois primeiros são mais importantes, porque o terceiro será consequência deles, se ninguém consegue tirar você do sério nem contaminar seus pensamentos, sua energia se manifestará de forma mais saudável.

Para entender melhor o que estou dizendo, leia a entrevista com o “Seu Manuelzinho, reconhecidamente um DESPERTO.

Ele dominou os próprios pensamentos e mantêm-se emocionalmente inabalável, equilibrado e por consequência as energias que ele emite e que atrai são saudáveis.

Mas há outra forma de se tornar DESPERTO que é através do domínio energético (que no fim acabará por passar por uma reeducação sentimental e mental).

Não importa por onde você irá começar, o que importa é estar com o objetivo claro na mente:

“Alcançar a condição de desassediado permanente total – DESPERTO“.

Essa é a meta prioritariamente evolutiva que a maioria de nós (eu que estou aqui escrevendo isso e você que está aí lendo) devemos almejar e nos esforçar para alcançar. Por que lembre-se:

Coincidências não existem

Waldo Vieira

E ainda:

“Não acredite em nada do que ler aqui,

EXPERIMENTE. 

Tenha suas experiências pessoais

e tire suas próprias conclusões.”

Cabe a você decidir por onde começar e saiba que não será fácil, pois a evolução não é “fofinha” e também “não passa a mão na cabeça” de ninguém.

Um abraço e votos de compléxis!

P.S.: Nos links abaixo você encontrará mais informações sobre a Desperticidade para aprofundar seu conhecimento.

Complementos:

O que é o PENSENE?

O que é o ser DESPERTO?

O que é a Desperticidade?

Videos sobre o ser DESPERTO.

Artigos científicos sobre a Desperticidade.

Extraterrestres existem?

O que você acha?

Começo com aquela velha máxima (que não é exatamente assim mas vá lá):

Num Universo tão imenso, por que apenas este planeta teria a honra de abrigar vida?

Posso falar com um pouco de conhecimento no assunto, porque já participei do Projeto Portal (aquele de Corguinho/MS) no qual as pessoas vão até lá na esperança de ter contato com seres de outros planetas. Lá sempre se falava que para ver esses seres é necessário estar tranquilo, sem ansiedades ou inquietações e modificar sua frequência vibratória para aproximar-se da vibração deles.

Analisando o conhecimento adquirido através da Conscienciologia e depois de ver esse video do Prof.º Waldo Vieira (agradecimentos ao amigo AEpicon pela postagem do video no seu site Consciência Lúcida):

Chego a conclusão de que os Extraterrestres já estão entre nós (a muito tempo), porém sabe porque não os enxergamos facilmente?

Porque eles são Consciências Extrafísicas!

Consciências Extrafísicas Extraterrenas!

Estar no extrafísico é uma questão de mudança na faixa ou frequência vibratória na utilização do nosso psicossoma, ou duplo etérico.

Só os enxergaremos com os olhos físicos se tivermos nosso parapsiquismo ou mediunismo (ou como quer que você chame isso) desenvolvido.

Se você enxerga consciexes (espíritos) você poderá também ver seres extraterrestres, do mesmo jeito que é possível alguém fora do corpo, projetado, em viagem astral, pode visitar outros planetas e conhecer outras raças e sociedades extraterrenas.

Agora, é claro que você não vai ver um monte deles passeando por aí. Eles estão aqui a trabalho. Estão por aqui com intenção assistencial. No intuito de auxiliar as Consciências (extrafísicas e intrafísicas) do planeta Terra a passarem pela turbulenta aceleração da história humana, por esse momento culminante na existência dessa sociedade como conhecemos.

Por isso, “pó fica trankilo mâno“, eles vieram em paz e vão ajudar muito!

Um abraço e votos de Compléxis a todos vocês que lêem o Recuperando Cons!

P.S.: Na Conscienciologia e Projeciologia não existe quase nenhum material a respeito disso pois ainda não há pesquisados voltados para esta área, não foram feitas pesquisas aprofundadas nesse campo ainda. O que temos são somente algumas pinceladas bem tímidas do assunto em tertúlias do Prof Waldo e se não me engano tem algo no Projeciologia.

P.S.2: Uma rápida consulta no site da Revista Conscientia e verifica-se a inexistência de artigos sobre o tema, indicando uma área que carece de pesquisas e análises. Alguém se habilita?

Fonte do conhecimento: Conscienciologia e Projeciologia

Os posts anteriores são o básico do básico do básico do que você precisa entender, mas já é um começo.

Se quiser entender mais sobre a Consciência (nós mesmos) e suas (nossas) manifestações, procure os livros e cursos do IIPC – Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia mais perto de você ou se mora em Foz do Iguaçu, procure o CEAEC – Centro de Altos Estudos da Consciência.

A partir do próximo post estarei mais livre para falar de qualquer subtema do estudo da Consciência, indicar livros e filmes e idéias que você deveria ler/ver/saber.